我為我的惡魔
"Some infinities are bigger than other infinities"
Gabito Nunes.  (via alentador)
E da próxima vez que for sair na chuva, vê se antes aprende a se molhar.
Sam (via relevou)
Me procure nos desastres.
Clarice Lispector, último bilhete escrito no hospital da Lagoa, Rio de Janeiro, 07/12/1977. 
(via prestigiador)
Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros.
Charles Bukowski.    (via deprimentes)
Eu estava longe de ser uma pessoa interessante. Não queria ser uma pessoa interessante, dava muito trabalho. Eu queria mesmo um espaço sossegado, e obscuro pra viver a minha solidão; por outro lado, de porre, eu abria o berreiro, pirava, queria tudo, e não conseguia nada.
Charles Bukowski     (via requiz)
Observava as pessoas à distância, como numa peça de teatro. Apenas eles estavam no palco e eu era platéia de um homem só.